Projeto Municipal de Habitação em Carcavelos

 

 

Descrizione Progetto

PLANTA

O volume “C” desenvolve-se em cinco pisos acima da cota de soleira e dois níveis subterrâneos. Em conformidade com o contexto, a tipologia da corte aberta sofre variações. A ala sul quebra e torna-se um corpo independente girado e centrado ao longo do eixo principal do parque. Este bloco terá um caráter público incorporando a função estudantil. A entrada do edifício fica ao nível do parque na cave.
Graças a essa variação do layout tipológico, o volume estudantil funciona como um pivô no qual dois eixos principais giram: um ligado ao quadrado definido pelo bloco residencial na quadra e o outro se estendendo em direção ao parque e em direção ao litoral.
A altura da praça é maior do que a do parque, sendo acessível a partir de duas estradas principais: uma vinda de sul e outra de oeste. A base do segundo volume, reservada para residências, é aumentada pelo aumento do acesso ao lote também de outras direções secundárias. O espaço abaixo do volume é marcado por um pórtico e uma série de pavilhões (de natureza flexível) reservados para atividades comerciais, públicas e de comida e vinho.
Desta forma, é definido um sistema aberto, cuja fluidez dos acessos e caminhos delineados, quer pelo número de possibilidades, quer pelo seu desenho, favorece a plena utilização de espaços e serviços para pessoas com mobilidade condicionada, seja físico-motora, sensorial (visual e auditiva) ou cognitivas.

ACOMODAÇÕES

A casa é geralmente um lugar de eleição, na qual passamos grande parte do tempo, sempre que possível deverá aproveitar belezas naturais, tirando partido do melhor que o seu contexto pode oferecer. Cascais, concretamente a localização especifica do terreno a intervencionar, oferece uma grande variedade de opções ao longo das estações do ano.
As acomodações não têm muita distinção entre exterior e interior. A arquitetura, nos caminhos, nos quartos e nas escadas, com colunas, pilotis e vigas, regula e ordena os ambientes da nossa vida.
De dentro, a casa apresenta o lado de fora com seus pórticos e os seus terraços, com as pérgulas e varandas, com as varandas e miradouros, todas estas invenções muito acolhedoras para uma tranquila habitação.
A mesma ordem arquitetónica mantém, em graus variados, não apenas as fachadas e interiores, mas também a natureza circundante com jardins, pomares e vinhedos.
Não é apenas uma “máquina a habitar”. O chamado “conforto” não é encontrado apenas na correspondência de coisas com necessidades, necessidades e organização de serviços, mas é algo superior. A arquitetura oferece-nos uma medida para os nossos próprios pensamentos, oferecendo com a sua simplicidade um maior bem-estar, permitindo-nos com estas características a sensação e esperança de uma vida longa e confiante.

XS, S, M, L

As acomodações são apresentadas em quatro tipos diferentes que podem ser moduladas. Estes diferem uns dos outros em quantidade de ambientes e superfícies. O módulo XS é a célula básica (18 m²), reservada para a residência estudantil, e em ordem crescente temos os tipos S (64 m²), M (72 m²), L (90 m²), pertencentes ao bloco residencial.
Todos os apartamentos estão equipados com um terraço privado proporcional ao tamanho da acomodação e caracterizada pela presença de um relvado natural onde é possível cultivar uma pequena horta ou plantas de baixo tronco.
O número de acomodações oferecidas para a residência estudantil é de 50 pessoas distribuídas em 5 níveis conectados por um bloco de escada com elevador. O plano padrão do bloco estudantil consiste em 10 apartamentos do tipo XS e cinco áreas comuns: uma cozinha / sala de jantar, duas salas comuns e duas galerias.
O edifício residencial contém 80 apartamentos, dos quais 32 são do tipo S, 42 do tipo M, 6 do tipo L. Estes são distribuídos em 4 níveis ligados uns aos outros por 4 blocos de escada com elevador. O piso padrão é caracterizado por duas fileiras de apartamentos separados por uma galeria que se abre em espaços de altura dupla em determinados pontos. Cada andar tem 8 habitações do tipo S, 9 habitações do tipo M, 2 habitações do tipo L, exceto no piso superior, que possui 8 habitações do tipo S e 12 habitações do tipo M.

Dettagli

 

  • Cliente: Município de Cascais – Portugal
  • Anno: 2019
  • Team: Di Girolamo Engineering s.r.l.
  • Ruolo svolto: Progettazione
  • Importo Progetto : € 11.438.250,00